Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Lughnassadh - O Primeiro Festival da Colheita

O festival de Lughnassadh é de extrema importância, pois nos dá a chance de agradecermos por tudo que recebemos no período de um ano. Os povos antigos tinham a grande sabedoria e humildade de saberem agradecer, fato pouco valorizado nos nossos tempo atuais, quando só sabemos pedir.
Nesta data ( 2 de fevereiro no HS e 1 de agsto no HN), celebramos o sacrifício do Deus em prol da vida de seu povo. O Deus Sol se funde à terra (o ventre da Deusa) dando a sua energia às sementes, propiciando a colheita dos grãos. Porém ele renasce com as próximas colheitas através da benevolência da Deusa. Por Ela, Ele morre, por Ela, Ele renasce.
Do ventre da Deusa surgem, então, as primeiras colheitas, que podem ser traduzidas aqui não só no alimento físico, mas em tudo que colhemos como consequência das sementes por nós plantadas.
Isto quer dizer que este é o primeiro momento de colhermos os frutos de nossos objetivos, de nossas iniciativas. E principalmente agradecer por eles, por tudo que nos foi conced…

O Pranto da Deusa

E a Deusa sacode seu vestido azul derramando suas lágrimas sobre nós em forma de chuva. Seu choro é forte, pesado e trágico. Vai lavando e levando tudo o que está sob  seu traje. Ela chora de pesar, de temor e de dor. E essa mesma dor se transfere para seus filhos que sentem a sua força. "Por que não apenas um leve pranto, Mãe?" Perguntam eles. E Ela mais uma vez responde com a sua própria dor, fazendo-a ser sentida em todos os corações, querendo dizer: "Estou dando sinais, mas vocês não me ouvem!" E este pensamento lhe causa mais sofrimento, mais decepção, o que lhe provoca mais pranto. E dessa vez a Deusa já chora sem querer, quase inconsciente, e percebe que está ficando tarde, muito tarde. E mais uma vez tenta se fazer ouvir e pergunta: "Meus filhos, por que vocês não me ouvem? Por que não percebem os meus avisos? Por que a pressa de chegar ao fim?" E Seus filhos, como garotos rebeldes, dão as costas ao último apelo  Dela.
Anna Leão.Todos os direitos…

A Deusa

Os que seguem a Religião da Deusa sabem que é Ela a responsável por tudo o que existe. A Deusa não governa o mundo de um lugar distante e transcendental. Ela é o mundo, Ela está no mundo. Ela é tudo que existe, existiu e existirá. Ela está dentro e fora. Ela permeia tudo e todos.
As forças de criação, manutenção e destruição fazem parte do ciclo da vida e da Natureza. A Grande Deusa é então A Criadora, A Nutridora e A Destruidora. Por ser e conter o ciclo contínuo de vida, morte e renascimento a Deusa é também chamada por algumas vertentes de Deusa Tríplice, uma denominação que enfatiza essas três energias. A Deusa então ganha os títulos de Donzela, Mãe e Anciã, dependendo de qual energia quer se evidenciar no momento.

Podemos verificar bem esta representação em relação a Lua. Por ser considerada uma grande representante das energias femininas e da Deusa, a Lua vem simbolizar as Suas três faces. Mas as correspondências não param por aí e no ciclo anual do Sol – que como força cri…