Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Rabiscos de Anna

"Minha escrita é visceral. Ela vem da alma e das entranhas do meu corpo. É uma escrita simples, que "apenas" flui... E por isso seu significado pode ser entendido por todos. Pois ela não é elitizada, nem rebuscada e, talvez por isso, ela não seja estéril, e sim, fértil. Ela é poesia em movimento... "
( Anna Leão)

Triste vício

Tristonho é o meu vício Vício de te amar e de te esperar Vício embriagante de sempre aguardar Por uma palavra amena Por um gesto sereno Por esse olhar moreno. E enquanto você não vem Rabisco palavras avulsas que me fazem tão bem. Aguardo o toque da campainha  Para decifrar o sentido nas entrelinhas. Nas entrelinhas do teu gozo, do teu cheiro, do teu beijar Para me deixar mais uma vez na esperança de tudo outra vez.

Por Anna Leão (favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este poema)