Pular para o conteúdo principal

A Emoção da Dança



Há pessoas como eu, e provavelmente como você, que me lê, que gostam de expressar suas emoções. Mas infelizmente, existem muitas pessoas que têm medo delas. Não querem senti-las, não gostam de expressá-las e querem controlá-las sempre. “As emoções devem estar sobre controle."- pensam estas pessoas.

Sentir emoção e expressá-la é sinônimo de vida. Aquele que tem uma carapaça e não consegue senti-las parece um robô. E quanta gente existe assim...

A dança é um ótimo meio para abrirmos esta porta trancada para o mundo das emoções. Por isto, muitas pessoas que não gostam de dançar, que dizem não ter jeito para a dança, são pessoas trancadas em si mesmas.

A dança é uma forma de expressão fortíssima. Para começar é arte, e arte é expressão, emoção e sensibilidade. Se não tem estes três quesitos pode ser qualquer coisa menos arte.

Talvez a forma mais antiga de arte, a dança, faz a ponte entre o nosso interior com o nosso exterior de uma forma muito concreta, pois ela atua diretamente no corpo, com o corpo.

Sentir o corpo, ter consciência dele, utilizá-lo na expressão de nossas emoções e sentir o prazer nele através da dança é algo tão vital, mas que infelizmente não é tão valorizado.

Acho que todo mundo deveria dançar. E quanto mais livre a dança melhor. A dança é uma das melhores terapias. Depois de uma sessão de dança, por prazer, sem cobrança, a pessoa se sente leve, alegre, o corpo relaxado. Isto, a curto prazo, porque a longo prazo os benefícios triplicam e são sentidos na tríade, corpo, mente, alma.

Não falo em entrar para uma aula de dança necessariamente. Falo simplesmente em dançar. Colocar uma música em casa e curti-la dançando, se expressando, já é o suficiente para sentir todos os benefícios que ela proporciona.

O corpo diz muita coisa. Lamentavelmente ele é negligenciado nesta nossa cultura que divide o ser humano em corpo e espírito, em profano e divino, em instinto e razão.

Mas a verdade é que somos uma coisa só e tudo o que somos é divino, exatamente porque somos tudo, porque o divino é tudo!

A dança é divina. Ela sempre foi uma oferenda aos Deuses!

A dança é magia em movimento!


Anna Leão (Favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este artigo).

Comentários

sandra disse…
Anna, sou testemunha que a dança é realmente uma terapia. Sempre tive muita vontade de aprender a dançar (imagina uma pessoa muito ruim, multiplica por 5 = essa sou eu)!!Mas enfi, com 50 anos consegui me matricular numa escola de dança de salão. AFFFFFFFFFFFFFFF
Se eu parendi a dançar? Aina não, só faz 1 ano rsrsrsrsrsr e eu continuo ruim. Mas como faz bem!!!!
Como faz bem ter pessoas como tu e a Lydiah!
Obrigada Linda!
Bjo. grande!
Anna Leão disse…
Eu que agradeço pelo carinho, Sandra!
E fico muito feliz por você se entergar à dança. Muitas pessoas acham que é difícil, se não conseguem logo no início se sentem mal, desistem. Mas temos que pensar na gente nesses momentos e ver e ter a dança como um prazer!
Parabéns, querida!!!
Beijo grande,
Anna.
Marcia disse…
" Neste instante, esteja onde estiver, há casa com seu nome. Você é o único proprietário, mas faz tempo que perdeu as chaves. Por isso, fica de fora, contemplando a fachada. Não chega a morar nela. Essa casa, teto que abriga suas mais recônditas e reprimidas lembranças, é o seu corpo." ( Therèse Bertherat- O corpo tem suas razões)

Foi através da DANÇA que achei as chaves que deram acesso ao meu corpo...e como está sendo bom...
O que a dança é capaz de fazer por nós!?!?
"TODO MUNDO DEVERIA DANÇAR"

Pbéns, bjo.

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…