Pular para o conteúdo principal

Liberdade - O Poder de Ir ou Ficar!





Quantas vezes nos vemos em situações em que somos forçados a passar por cima de nós mesmos para estarmos socialmente corretos.

Você não se sente disposto ou está doente, mas o bom convívio e a consideração com o outro mandam você se forçar, se desrespeitar e ir aonde você não quer ir.

Lembro-me de uma época em que eu me preocupava muito com datas, no sentido de não deixar de comparecer na festa de aniversário de um parente ou amigo. Achava que era uma forma de demonstrar carinho e consideração. Claro que é, mas hoje em dia vejo de que nada vale esta atitude se ela não for autêntica. Isto quer dizer, você ir porque está com vontade de ir e ponto final.

Tanto é, que hoje em dia eu não fico nem um pouco chateada se alguém não vai ao meu aniversário. Mas antes, quando eu fazia o esforço pelo outro, eu ficava.

Com isto a gente percebe que só realmente compreendemos o outro quando agimos da mesma maneira. E o principal, as coisas feitas por sacrifício nunca dão muito certo. Sabe o por quê? Porque mais cedo ou mais tarde vamos cobrar retorno.

Aliás, sacrifício, no sentido original da palavra, sacro-ofício, está muito longe do que se vê por aí. O verdadeiro sacrifício é raro, o resto é barganha.

Voltando ao sacrifício em prol do social, do bom relacionamento, sinceramente, acho que aquele que fica magoado porque você não vai ao seu aniversário, está precisando se trabalhar, crescer emocionalmente. Entendemos que ficar magoado é uma coisa, já lamentar a ausência é outra.

Eu, pessoalmente, quando me sinto pressionada, aí é que não vou mesmo. Sim, aqui fala a Anna rebelde, mas com causa. E minha causa é a liberdade. Tanto a minha quanto a do próximo.

Viva e deixe viver! Este é o meu lema! Sem pressões, sem construções. Sejamos felizes com liberdade; de ser, de escolher, de pensar, de sentir, de agir, de ir e vir ou... De não ir.


Anna Leão. (Favor mencionar fonte e autoria ao reproduzir este texto).


Comentários

Patty disse…
Adorei... concordo plenamente. Se é pra ir de má vontade, é melhor nem ir... rsrsrs
Ainda nao comentei mas suas fotos estão muito bonitas!
Beijos!!!
Anna Leão disse…
Oi, amiga, Obrigada!

Que bom ter você por aqui!!!
Espero que possamos nos ver em breve!!!

Beijossssssssss
Anna
LYDIAH disse…
Amiga,

há muito adquira a fama de anti-social.

Os que me conhecem por inteiro, sabem que vivo em minha "caverna" feliz com os que nela habitam e com os que passam por ela.

Mas confesso que o passar dos anos foi me livrando dessa "obrigatoriedade" de demonstrar meus sentimentos através da minha presença.

E isso foi mesmo maravilhoso!

Não sou anti-social - apesar da fama.

Adoro estar com as pessoas que amo.

Mas procuro estar com elas quando me sinto plenamente entregue àquela situação.

Apesar de fazer um milhão de coisas, procuro fazer uma de cada vez, para ir mais profundo possível.

Achei fantástica essa sua vontade de compartilhar conosco, seus leitores, sua visão sobre compromissos e liberdade!

Parabéns!

Beijos e saudade,
Lydiah.

P.S.: SAUDADE é uma palavra única e belíssima.

Se nos víssemos com freqüência, pela obrigatoriedade de um convívio social, jamais poderíamos dizê-la uma para a outra, né.

E é essa mesma SAUDADE que nos alimenta a vontade de estarmos juntas, outras vezes.

Então, volto a dizer...

Beijos e saudade de você!!!
Anna Leão disse…
LYdiah querida,

Adorei seu comentário. Somos muito parecidas neste aspcto, e em outro tb, né? Por mais diferenças que aparentemente possamos ter.

Isto que vc falou sobre a saudade é maravilhoso. Realmente, acho que precisamos ter tempo para sentir a saudade do outro!

Um grande beijo amiga e com esta saudade crescente!!!!

Anna.

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…