DECLARAÇÃO DE AMOR


DECLARAÇÃO DE AMOR


Quando penso em você sinto vontade de chorar.

Quando entro em contato com algo de ti , eu entro em êxtase.

É incrível, mas as coisas que fazem com que eu te venere,
eu só tive contato depois que você se foi.

Eu não vivi a sua época.

Eu existia mas não estava presente nas coisas
que tinham significado para você.

Por que eu te amo então, se não houve um encontro?

Você existe dentro de mim, mas como algo do passado.

Você é o passado e eu amo este passado.

Sou uma ninfeta para você, o suficiente para não ter curtido
o que você curtiu.

Quando você estava no auge de sua juventude,
eu ainda era uma criança.

Hoje em dia, quando vou ao Jardim Botânico,
me lembro de você.

Talvez porque eu fosse muito lá
enquanto você empolgava o mundo com o seu brilho.

Era a sua época embora eu não tivesse consciência dela.

Quando eu ouço Led Zeppelin, quando eu assisto ao filme Hair
e tantas outras formas de arte que você gerou, eu sinto saudade.

Saudade de você que eu não conheci.

Mas eu sinto a identificação, mesmo depois de tanto tempo que você passou.

Mas isto não importa, porque no meu coração The Song Remains the Same,
a canção continua a mesma.

Eu te amo, anos 70!!!

Anna Leão. Todos os direitos reservados.

Comentários

Anônimo disse…
Ana Leão - Aqui é Waleria Artista Plástica e tb escritora. Li um texto seu se não me engano no Jornal Por do Sol...sempre pego no Mundo Verde, pois acho mto bom...gostei mto, e dei um pulo no seu blog, q/tb gostei demais, inclusive o título: Metamorfose. Li várias postagens, e está mto interessante, e o fato de errar, somos humanos, mas geral/não somos perdoados! É como um ponto negro num quadro branco, infelizmente, as pessoas estão mais ligadas nesse tipo de coisa, mas deixa pra lá... seu texto é mto bom, as pessoas estão carentes de sentimentos, coisas bonitas.
Eu tb tenho um blog, convido-a a dar uma olhadinha, e se possível deixe um comentário, pois só assim saberei que vc esteve lá. Estou participando do concurso Top Blog, se quiser votar, seria ótimo! Te aguardo!http://www.wallperlima.blogspot.com.Um abraço, Waleria.
Anna Leão disse…
Olá, Waléria, seja bem-vinda!
Muito obrigada por seus elogios! É verdade quanto ao que você fala sobre não termos a chance de errar, embora seja algo extremamente humano. Mas acredito que as pessoas que de fato se interessam pelas coisas que escrevo são mais tolerantes quanto aos erros. Bem, pelo menos espero que seja assim!
Foi no Pôr do Sol que você me leu sim. É um ótimo jornal!
Com certeza irei visitar seu blog e deixarei um comentário
Feliz pelo contato, um abraço,
Anna.