Pular para o conteúdo principal

DEUSA SEDNA - A DEUSA TRÍPLICE DOS ESQUIMÓS

SEDNA Pictures, Images and Photos

O povo Inuit (os esquimós) tem em Sedna sua principal divindade. Na verdade, para os povos do Ártico Polar não existe um Deus supremo, e sim forças (espíritos) da Natureza por eles reverenciadas.

Sedna é a mais forte destas forças e sua mitologia é muito profunda, bonita e, para alguns, triste.

Sedna era uma linda jovem de pele muito branca e longos cabelos. Vivia com seu pai, um pescador, em meio a dificuldades. Embora com muitos pretendentes ela não se interessava por nenhum.

Um dia uma gaivota mágica jogou um feitiço em Sedna prometendo-lhe riqueza e uma vida confortável. A jovem aceitou o convite da gaivota e seguiu-a rumo ao lar dos pássaros.

Chegando lá Sedna se viu enganda, sendo submetida a maus tratos, pobreza e escravidão. Quando seu pai foi visitá-la ela pediu ajuda contando-lhe sua verdadeira situação naquele lugar.

O pai, então, pegou Sedna e os dois fugiram em um barco. O povo dos pássaros foi atrás de Sedna e quando estavam para pegar a jovem, o pai a jogou no mar como única salvação. Sedna tentou subir no barco e o pai cortou-lhe os dedos para impedí-la, pois sabia que seria pega pelos pássaros.

O sangue de Sedna se transformou em peixes e no lugar de seus dedos surgiram criaturas marinhas, como baleias e golfinhos. Sedna se afogou e seu corpo foi para Adlivum, o submundo esquimó, lugar onde os mortos se purificavam para poderem ingressar em Quidlivun ( Terra da Lua), onde ficavam em paz eterna.

A beleza de Sedna era tão grande que encantou os seres do mar e ela então passou a ser a rainha das profundezas do mar, Deusa do Mar. Sedna passou a ser a Deusa de morte e vida, Deusa dos mistérios profundos, Deusa da Sabedoria.

SEDNA Pictures, Images and Photos

Aparece com o aspecto de Mãe por ser a nutridora e protetora não só do povo do mar, como também de todo o povo Inuit, desde que este não infrinja as leis marítimas e de proteção e respeito aos animais.

Uma destas leis consiste no respeito a alma de focas e baleias mortas. Era preciso esperar três dias para que a alma não sofresse com a morte física, quando nenhuma lei poderia ser violada.

A morada de Sedna é num castelo feito de costelas de baleia e pedras. Segundo os esquimós as almas das focas e baleias procedem da morada de Sedna. No Alaska e na Groelândia Sedna também é cultuada, porém com outros nomes.

A Deusa Sedna é responsável por nossos tesouros mais profundos, interrados nas profundesas de nossa psique. Só aquele que se permite a ter coragem de fazer uma viagem ao fundo de si mesmo, tem a dádiva de encontrar-se com Sedna e receber dela o reconhecimento de seus mais preciosos dons, assim como reconhecer sua própria essência.

Para uma maior conexão com esta Deusa do Mar podemos meditar ao som do canto das baleias e pedir a Sedna proteção e conselhos relacionados ao auto-conhecimento. Quem gosta de trabalhar com vela pode acender uma vela azul para a Deusa no início da meditação.

Com os olhos fechados podemos vizualizar o mar e nos deixar descer até a morada de Sedna, o castelo da Deusa, e fazer um contato direto com Ela.

BOA VIAGEM!!!


Nota: antes de uma meditação é bom traçarmos um círculo protetor ao nosso redor. Podemos fazer isto de várias formas: visualizando uma energia que vem do alto, ou que sai de nosso plexo solar( região do estômago), terceiro olho (entre as sobrancelhas), dedo, ou instrumento ritualístico; podemos traçar o círculo com a fumaça de um insenso ou a chama de uma vela; pode-se também traçar o círculo isolante fisicamente, com pedras, corda, sal ou giz. O importante é criar um espaço e momento de proteção e centramento.

Nota: Sempre que sair de uma meditação procure estabelecer contato com a terra, isto chama-se aterramento, o que permite que você não fique aérea. Imagine raizes saindo se seus pés, mãos e períneo e entrando na terra, onde se transformam em energia. Você também pode comer alguma coisa ou entrar em contato direto e físico com o elemento terra, digo, mexer na terra.

Anna Leão.

Comentários

LYDIAH disse…
MUITO OBRIGADA!!!
Elis Souza disse…
Gratidão!! Adorei oo texto!!!
Siusi cor disse…
encantada, encantada
Anna Leão disse…

Obrigada a todas!

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…