Pular para o conteúdo principal

PACIÊNCIA - A VIRTUDE ESQUECIDA

De Metamorfose


Num mundo de corre-corre, imediatismo e stress em que vivemos, podemos dizer que a paciência foi para o espaço.

Esta preciosa virtude, pouco valorizada, até mesmo menosprezada, deu lugar à irritação.

Se as coisas estão demorando, se alguém se atrasa, se não somos atendidos prontamente, em suma, se o mundo não gira ao nosso redor, ficamos irados, irritados, mal-humorados e impacientes.

Observo que muitas vezes esta impaciência tem origem na arrogância e prepotência. Aqui o ego se infla de uma maneira que nos sentimos reis e rainhas lidando com súditos. “Seja feita a minha vontade, aqui e agora!” É este o lema.

Neste momento falo do ego no seu sentido negativo, mas ele não é só isto. Não aguento o costume de falarmos do ego como se ele fosse algo demoníaco, que só existe para nos causar o mal.

O ego também tem o seu lado positivo, como quase tudo, ou tudo, na vida. É o ego que nos ajuda a colocar limites em vários aspectos de nosso ser e demarcar fronteiras. É ele também o responsável pela afirmação de nossa individualidade. Também conseguimos com a sua ajuda sermos objetivos, traçarmos metas e atingi-las.

A questão é que devemos controlá-lo e não sermos controlados por ele. É uma questão de estar atento e não nos perdermos de nossa essência. Um bom trabalho constante de autoconhecimento nos ajuda a lidarmos melhor com ele.

Voltando à paciência - e neste caso, como já disse, o ego é muitas vezes culpado - precisamos aprender a nos desprendermos de coisas pequenas, que na ocasião parecem de extrema importância, mas não são.

É apenas alguém que se atrasou para nos atender, ou uma fila que está muito grande no banco porque nós fomos até lá no momento de maior pique. Ninguém está fazendo isto para nos prejudicar, ou porque não tem consideração ou respeito para conosco.

Precisamos tentar sermos mais leves e vermos as coisas de uma perspectiva mais ampla e não só a partir de nosso umbigo, de nossos complexos e traumas.



Se nós temos dificuldade com a paciência de uma forma diferente desta, talvez ela esteja ligada ao componente forte de ansiedade que precisa ser trabalhado.


De Metamorfose



Sabe aquela pessoa que está balançando o pé enquanto espera em algum lugar? Esta pessoa é muito ansiosa e precisa aprender a lidar com isto. Existem muitos exercícios para melhorar a ansiedade e algumas coisas que podemos fazer.

Por exemplo, ter algo que vai nos ocupar enquanto esperamos é muito bom, pois nos dá a sensação de que não estamos perdendo tempo, o que é importante para muitos. Um livro, um jornal, caneta e papel, ou mesmo um celular, podem ser grandes aliados nestes momentos. Eu, por exemplo, tenho sempre um bloco e caneta dentro da bolsa.

Agora, podemos também aproveitar este tempo “ocioso” e ficarmos no vácuo, isto é algo como uma meditação. Ficarmos, lá, quietos, olhando para o nada, descansando a mente.

Eu já fui muito assim. Ficava tranquila em um lugar, esperando, divagando em meus pensamentos. Percebi que depois que comecei a fumar (comecei aos 30 anos, mas parei depois de alguns anos), aquela coisa de acender cigarro para tudo, principalmente para esperar, foi me fazendo ficar ansiosa e eu não conseguia mais ficar esperando alguma coisa com tranquilidade.

Mas saindo desta sala de espera, a paciência não tem só a ver com o ato de esperar. Ela também está presente no trato com as pessoas e até com a nossa relação com as coisas do mundo.

Ela é irmã da tolerância e o mundo está precisando muito das duas. Eu, você, todos nós, estamos precisando de mais paciência e tolerância. Ajuda muito estar centrado e sereno para desenvolver estas virtudes. Precisamos destas energias femininas, que nem nós, mulheres, temos mais.

Que tal começarmos por nós? Recebemos aquilo que doamos. As relações são uma permanente troca de energia. Por que mandar uma energia negativa de irritabilidade para alguém, criar tumulto em nossa vida e na do outro? Estragar o dia, nosso e do outro, é isto que queremos?


Vamos tentar nos ocuparmos com o que é realmente importante e deixarmos nosso imediatismo e insensibilidade de lado. Assim como achamos que merecemos consideração, o outro também merece. Sejamos então mais tolerantes, mais pacientes, a começar com nós mesmos.

Anna Leão (Favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este artigo).


Comentários

Silvia disse…
Oi Anna!!!
Que bom que tem o Metamorfose, ajuda a aliviar as tensões...

Tudo que tu escreveu é a mais pura verdade, e eu ando assim, tenho que exercitar e manter uma postura mais tranquila, que é meio difícil...mas vou tentar.
Beijão!!!!
Anna Leão disse…
OI Sílvia, fico muito feliz que o METAMORFOSE temha este efeito para vc!!!

Quanto à paciência é difícil para todos nós, mas como tudo na vida, é questão de hábito. E para mudarmos algum, requer esforço no começo, mas chegamos lá!

Beijo grande,
Anna.
Anna, a ansiedade é mesmo força motivadora da impaciência e assim ficamos cada vez mais distantes da tolerância. Vou praticar o estar no vazio!Bjs, Carmen

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…