Pular para o conteúdo principal

BAST - A DEUSA-GATO EGÍPCIA

Bast Pictures, Images and Photos

Brincalhona, leve, felina, solar, amante do prazer, das artes e do sexo, esta é a Deusa Bast. Já falei dela aqui no METAMORFOSE rapidamente. Hoje dedico este espaço à ela, como a Deusa do mês do blog.

Bast é filha de Rá, sendo chamada de "Olho de Rá", pois o outro olho é de sua irmã Sekhmet. As duas Deusas são solares, porém Bast representa o aspecto positivo do sol, aquele que aquece e fertiliza. Já Sekhmet representa o lado negativo do Sol, o calor que destrói e seca.

Exitem vários mitos em relação à Bast, que vão se recriando conforme as influências de outras culturas, como a grega, por exemplo.

Dentro do mito das irmãs há o que coloca Bast como o outro lado de Sekhmet depois que esta foi enganada com cerveja - ou leite, depende da versão – por Thot, na tentativa de apaziguar a ira de Sekhmet, que numa fúria incontrolável dizimava a humanidade (provavelemente por um bom motivo, já que Sekhmet destrói o que passa dos limites, o que já não serve mais).

Após beber o líquido achando ser sangue, Sekhmet se transforma em Bast, o que nos leva ao ciclo de vida-morte-vida. Bast, entra para fertilizar com o calor do Sol, Rá.

Versões mais antigas colocam Bast como uma gata selvagem, sem o aspecto domesticado que os gatos têm hoje. De qualquer forma, Bast tem a alegria e a paixão do Sol que aquece e cria, e não do que destrói.

Apesar de uma Deusa solar, Bast também é uma Deusa lunar, o que ao meu ver a torna uma Deusa bastante completa, e também, complexa.

Por este aspecto lunar, Bast também é considerada protetora do parto, das mulheres e crianças e de todos os animais, principalmente os gatos que são seus animais sagrados.

Em Bubastis, onde havia o templo de Bast, os gatos mortos eram embalsamados e consagrados à Deusa.

Bast Pictures, Images and Photos

Bast é representada com corpo de mulher e cabeça de gato, enquanto Sekhmete aparece com cabeça de leoa. Outra forma de Bast é quando assume a figura de um gato preto sentado, sendo chamada de Bastet.

Bast porta sempre um sistro – instrumento musical egípcio – ou um Ankh – o símbolo da vida dos egípcios. Sua cor é o verde e está tanto ligada ao elemento fogo (Sol), quanto à água (Lua).

A Deusa-gato já foi associada a várias outras Deusas, como à Ártemis, Diana, Hathor e Ísis, com esta, a associação é bem forte, já que seu nome significa alma de Ísisi, pois Ísis em egípcio é "Aset" e "Ba" significa alma.

Bast é a Deusa felina portadora da magia, alegria e divertimento. Padroeira da música e da dança, ela nos traz saúde, força, proteção, intuição, fertilidade, amor, prazer, sexualidade, vida.

Anna Leão.Todos os direitos reservados.

Comentários

talison disse…
bom em 1º lugar adorei o que voes escreveram me ajudou muito.
Ha isso e verdade eu pude comprovar isso existe...
talison disse…
bom em 1º lugar adorei o que voces escreveram me ajudou muito.
Ha isso e verdade eu pude comprovar isso existe...
Você tem algum livro pra indicar sobre a Bast?
Anna Leão disse…
Ola Taiane!

Só sobre Bast eu não conheço nenhum, infelizmente. Mas não quer dizer que não exista.
Há livros que falam de várias Deusas e você pode encontrar mais informações, como "Todas as Deusas do Mundo", de Claudiney Prieto, por exemplo.

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…