Homem Venusiano






Sentindo a melodia em suas veias
Ele vem dançando em meus sonhos
Entre vales encantados da minha mente
Ele reina majestoso.
Corajoso, sincero, peculiar,
Ele é o homem venusiano
Tentando alcançar seu sonho
Vibrando em cada acorde que toca
Ele se ausenta dele mesmo
E une-se ao todo.
Todo poderoso, ele assume a sua essência
Me encanta e me canta em seus versos.
Me regozijo em ver a força de sua alma
Quando meu coração em prantos chama o seu nome em vão.
Ele é do mundo
E o mundo lhe pertence.
Assim como me deleito com seu leite
Ele baila comigo num leito de prazer
Em êxtase dionisíaco viajamos pelas estrelas
E retornamos suados, exaustos e cansados
Para mais uma vez nos eclipsarmos.


Anna Leão (Favor mencionar autoria e fonte ao reproduzir este poema)


Comentários

Cleide disse…
Lindo blog! Parabéns!
Anna Leão disse…
Obrigada, Cleide! Seja bem vinda!