Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

Serenidade, intensidade...

Serenidade, intensidade
Intensidade, serenidade...

Como posso angustiar-me se sei que sou uma alma intensa em busca de paz, tranquilidade e serenidade?
E quando tenho tanta calma me sinto em busca da paixão, da ânsia, do vigor da intensidade...

Oh alma contraditória esta minha! Por que não buscar o caminho do meio e se contenta com isto?

 Ela me diz que o equilíbrio amortece a intensidade e sufoca a serenidade. Será? Será mesmo?!

Talvez os dois possam coexistir juntos, em harmonia...

E como você irá sentir a intensidade em equilíbrio?

 Mas sentir a serenidade em equilíbrio é possível, é fácil.
Porque o equilíbrio é sereno, já a intensidade não.

 Então a intensidade não combina com equilíbrio? Então, quando equilibramos a intensidade paramos de tê-la?

Sim. Parece-me que sim. A intensidade é desequilíbrio. Equilibrada é perdê-la. E não vale a pena perdê-la em nome da serenidade. Para a verdadeira serenidade sim. Mas poucos a conhecem. Para muitos esta suposta serenidade é apenas uma p…

SAINDO DA ZONA DE CONFORTO II

Vamos voltar a falar da zona de conforto? Vocês lembram que falei o quanto é importante termos a disposição de sairmos da zona de conforto se quisermos crescer ou mudarmos a nossa vida significativamente. Vamos continuar falando disto mais um pouco, pois este assunto da pano pra manga! Rs
   É natural do ser humano buscar conforto e comodidade. Mas se pararmos para pensar bem, veremos que isto é verdade até um certo ponto, pois se não, corremos o risco de estagnarmos e vivermos num marasmo tedioso. Você pode chegar e me dizer: "não corro esse risco, pois trabalho muito e não tem como minha vida ficar tediosa". Sim, concordo. Tédio não existirá, mas comodismo e hábito sim, e isto ao longo de muito tempo pode não ser bom.
Eu pergunto para você: nesta sua rotina estafante você abre espaço para se divertir, para ter prazer? Não vale um programinha de TV antes de dormir. Isto serve para relaxar, não realmente para te satisfazer. Quem sabe se você não fosse fazer aquela aula de d…

VIVER NO TEMPO PRESENTE

Por Anna Leão

Eu estava meio inquieta outro dia, pensando no rumo que eu quero dar a minha vida, nas coisas que eu quero e posso fazer de imediato. Tenho um objetivo maior, mas até lá, até atingi-lo, o que fazer? Uma ansiedade já queria tomar conta de mim, eu já querendo examinar todas as possibilidades, traçar planos, querendo resolver a vida em plena tarde de domingo. Por fim me conscientizei de que não era o momento de fazer nada, que este dia podia estar pedindo que eu apenas relaxasse e soltasse as coisas, que eu desse tempo para elas acontecerem.
Sei que as coisas precisam de um tempo para germinarem. Elas precisam de um tempo de incubação para serem elaboradas num plano maior para, então, estarem prontas para se materializarem. Resolvi deitar no meu sofá e olhar o céu e a montanha através da minha janela. Dar-me o tempo que aquele dia me pedia. Peguei meu celular, meu fone de ouvido e coloquei uma música do Pearl Jam para ouvir. Escolhi Present Tense porque era exatamente a mens…

SAINDO DA ZONA DE CONFORTO

A vida muda o tempo todo. Nada é constante, tudo é fluxo, movimento. Mas e a nossa vida, será que ela também muda o tempo todo?! Quantas pessoas não conhecemos que estão vivendo suas vidas sempre do mesmo jeito? Quem sabe nós não somos uma delas? Se não, quantas vezes não ficamos estagnados numa mesma fase por muitos anos?

     Mas o que você está querendo nos dizer, Anna? Você pergunta. Eu respondo:  Estou querendo dizer que como somos vida, como estamos vivos, temos que fluir junto com ela. Temos que nos mexer e movimentar a nossa vida.
     Eu mesma sempre procurei mudar as coisas na minha vida a cada ano. Pelo menos eu mudava a rotina, me dedicava a coisas novas, fazia um novo curso, por exemplo. Mas hoje vejo que isto era apenas uma pequena mudança, na verdade, era uma ilusão para eu achar que me movimentava de fato. Realmente eu não caia na rotina, mas quando falo em movimento de vida, falo em algo muito maior. É mudar mesmo! É mudar internamente, se renovar, se reinventar, pa…

RELACIONAMENTOS AMOROSOS

Outro dia eu estava conversando com uma amiga sobre relacionamentos amorosos. Falávamos do comportamento dos parceiros e de como nós "devemos" nos portar dentro de uma relação. Em algumas coisas concordamos, já em outras nós discordamos bastante. Eu fiquei pensando muito sobre as questões abordadas em nossa conversa e percebi que precisava escrever sobre isso. E aqui está a minha opinião, o como eu vejo e trato as coisas do coração. Eu começo por dizer que percebo as pessoas completamente armadas na questão dos relacionamentos afetivos. E acho que é por isso que os relacionamentos estão tão difíceis e tão  efêmeros. As pessoas não se dedicam mais a eles. Elas estão com tanto medo de sofrer, de serem passadas para trás, de serem feitas de bobas, que não se entregam e não priorizam o lado afetivo de suas vidas. Vemos isso nos livros que ensinam a mulher moderna a ser “poderosa”, por exemplo, e para isso ela tem que colocar tudo na frente de um homem.  Só que a questão não é o…

PERFEITA

Sob acertos divinos nos identificamos com a perfeição.  Mas ela existe realmente?   O imperfeito faz parte da perfeição.   Oh, que grande dilema!   Mas os Deuses não se importam e atuam dos dois modos  Ora perfeitos, ora imperfeitos  Porque a vida é assim  Comunga a ordem e o caos   O claro e o escuro  A sombra e a luz.  Sejamos inteiros então em nossas imperfeições.   Digo para assumi-las   E não fingir que não as temos.  Mas sejamos inteiros também em nossa perfeição.   Porque só por existirmos já somos perfeitos ... E imperfeitos...

 Anna Leão ( Favor mencionar a fonte e autoria ao publicar este poema)