domingo, 27 de abril de 2014

Natureza


" ... É só estar conectada com a Natureza que você sentirá o momento oportuno. Sem conexão com a Natureza todos perdem seus rumos..."  (A Rainha da Floresta, Anna Leão)

Conheça mais AQUI

domingo, 5 de janeiro de 2014

Resenha de A Rainha da Floresta, Modo Editora


Nome: A rainha da floresta
Autora: Anna Leão
Editora: Modo
Páginas: 242
Book Tour


A Rainha da Floresta é, sobretudo, um convite para sonhar. Ao abrir a primeira página fui conduzida a um mundo mágico, no qual existem bruxas, magos, fadas e dimensões paralelas, mas não se engane, é muito mais do que uma história de fantasia é também um conjunto de ensinamentos para o leitor.

A trama começa a partir da festa de noivado de Anaís, a princesa do Reino das Joias, quando ela descobre ser uma bruxa. Temendo por sua vida Anaís vai buscar proteção na Floresta das Sombras, lá ela tem uma surpreendente descoberta – está predestinada a ser a Rainha da Floresta.

Anaís se depara com uma floresta encantada, onde as bruxas vivem em harmonia com a natureza e que diferentemente das bruxas dos contos de fadas, elas tem como regra principal fazer o bem. No entanto, apesar da harmonia do lugar, elas correm perigo. O rei, pai de Anaís invade a floresta constantemente, por acha-la tenebrosa, devido a uma maldição lançada por uma bruxa errante. Portanto, Anaís precisa proteger seu reino, para isso ela terá que ir até mundos paralelos, amadurecer e se autodescobrir.

Em meio a sua missão a rainha da floresta se apaixona pelo grande mago, um homem amargo que teve o seu coração partido, e que, portanto, ainda não está preparado para corresponder aos sentimentos de Anaís.

A história tem uma magia envolvente, apresenta as bruxas sob o ponto de vista do bem, ressaltando a conexão com a natureza. Além de trazer reflexões a protagonista de como amadurecer e em ultima instancia que faz o leitor também se questionar e aprender mais sobre si mesmo. Com uma bela lição no final a de que mesmo as pessoas que praticaram ações ruins, se quiserem podem se regenerar.

Para adquirir o seu exemplar de A Rainha da Floresta clique aqui

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Feliz 2014!!!


Queridos leitores,
Desejo a todos um MARAVILHOSO 2014!
Este ano é regido por Júpiter e no Horóscopo Chinês é o ano do cavalo.
Bom, eu sou cavalo, então 2014 é o meu ano! Que assim seja, que assim se faça!
Muita expansão, muita ação, muita liberdade, muita evolução e crescimento! Que assim seja para todos nós e para o nosso mundo!
Nos falamos em 20014!
Beijos!


domingo, 29 de dezembro de 2013

Saindo da Zona de Conforto

Por Anna Leão

     A vida muda o tempo todo. Nada é constante, tudo é fluxo, movimento. Mas e a nossa vida, será que ela também muda o tempo todo?! Quantas pessoas não conhecemos que estão vivendo suas vidas sempre do mesmo jeito? Quem sabe nós não somos uma delas? Se não, quantas vezes não ficamos estagnados numa mesma fase por muitos anos?
     Mas o que você está querendo nos dizer, Anna? Você pergunta. Eu respondo:  Estou querendo dizer que como somos vida, como estamos vivos, temos que fluir junto com ela. Temos que nos mexer e movimentar a nossa vida.
     Eu mesma sempre procurei mudar as coisas na minha vida a cada ano. Pelo menos eu mudava a rotina, me dedicava a coisas novas, fazia um novo curso, por exemplo. Mas hoje vejo que isto era apenas uma pequena mudança., na verdade, era uma ilusão para eu achar que me movimentava de fato. Realmente eu não caia na rotina, mas quando falo em movimento de vida, falo em algo muito maior. É mudar mesmo! É mudar internamente, se renovar, se reinventar, para usar esta palavra tão em moda hoje em dia.
     A mudança interna vai acarretar mudanças externas, nisto não há dúvida.Mas também podemos começar pela mudança externa, forçá-la a acontecer, para conseguirmos mudar um padrão interno. Para isto precisamos sair da nossa zona de conforto, expressão tão utilizada ultimamente, mas extremamente verdadeira.
     Sair da zona de conforto é difícil, pois nela nos sentimos sempre seguros. Mas nela não há desafio, não há crescimento, não há superação. Não fomos feitos para ficarmos estagnados, nem interna, nem externamente.  Podemos ser e fazer o que quisermos, o que nos propusermos, mas para isto precisamos nos transformar realmente, nos superar.
      O ser humano é extremamente adaptável, e eu sempre achei que tudo é uma questão de hábito. Mudar nossos hábitos no início é difícil, com certeza, assim como qualquer momento de transição e de mudança, mas depois de um certo tempo  tudo começa a fluir naturalmente. Esse tempo vai depender muito de cada um e vai variar de acordo com o nosso entusiasmo, expectativas e disponibilidade para encarar o novo. O mais importante de tudo é ter em mente que nada é definitivo, com isto nos sentimos livres para mudarmos sempre e ousamos sair de nossa zona de conforto.

Texto e criação do autor, ao utilizar este texto, por favor, não se esqueça de mencionar a autoria. 

domingo, 22 de dezembro de 2013

Retornando...

Queridos leitores do Metamorfose,

Levei um susto quando cheguei aqui para fazer esta postagem e dei de cara com a data da última. Como o tempo voa!!! Meus Deuses, peço mil desculpas a todas, a começar por mim mesma, que sinto muita falta da antiga regularidade de postagens do blog.

Não quero ficar me justificando, mas realmente a vida deu uma corrida e ando igual barata tonta tentando dar conta de tudo. Muitas mudanças, principalmente internas (que resultam em mudanças externas), mas enfim,o importante é que estou de volta e com a promessa de postagens a cada semana. A boa notícia é que desenferrujei a escrita e já tenho alguns artigos prontos escritos em cafés e cia. Aos poucos vou postando-os aqui.

A escrita estava enferrujada porque desde a Bienal tive que esquecer um pouco da Anna artista e partir pra Anna prática e empresária, aff... E por falar em Bienal esta é  outra boa notícia e não poderia deixar vocês sem saber de tudo. O lançamento da trilogia pela Modo Editora foi um sucesso! A Rainha da Floresta foi super bem recebida pelo público do evento! Vejam algumas fotos:

Lançamento oficial de A Rainha da Floresta pela MODO Editora



Mesa redonda do Encontro dos Novos Escritores



Equipe de autores no stand da MODO Editora
                             
                                 Segundo dia de autógrafos de A Rainha da Floresta
Eu e o talentoso capista de meu livro André Siqueira

Manifestação de autores brasileiros pela valorização do escritor nacional


Mais fotos vocês podem conferir em meu site, assim como mais informações sobre o livro, como pontos de vendas. É só acessar:
www.annnaleao.com.br

Pois é queridos leitores, agora voltamos com tudo, prometendo um ano novo de muita escrita e postagens semanais aqui no Metamorfose, que estará fazendo 5 anos em março. Fiquem atentos!

Aproveito para desejar boas festas e um maravilhoso 2014 a vocês!!!
Beijos!!!


quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Fragmentos seus...


O tempo passa e cada vez mais sinto menos você
Não sinto amor, nem mesmo dor
Sinto uma vaga lembrança do que poderia ter sido
Do que parecia prometido

Nem mesmo a esperança me faz companhia
Como a cor de seus olhos, ela está muito longe
Pois não a quero mais, não preciso mais dela...
Muito menos de você

Um sonho se foi, pois era ilusão
E agora o que tenho são apenas fragmentos seus
Cada vez mais longe do meu coração

Por Anna Leão
(favor mencionar a autoria ao reproduzir esse texto)




domingo, 28 de julho de 2013

Uma lata de cerveja



Às vezes tudo de que preciso é de uma lata de cerveja
Para me fazer lembrar de quem sou,
Para me fazer dar uma parada,
Para me trazer para mim de novo ...

Para mim
Para mim
Para mim

De novo
De novo
De novo

Por Anna Leão
(favor mencionar a autoria ao reproduzir esse texto)


domingo, 21 de julho de 2013

Meu mundo onírico...



É tão bom sonhar...
Me libertar dos afazeres, dos desprazeres, das preocupações que a via nos traz
Prefiro adentrar o mundo dos sonhos
Deixar as imagens virem,  as ideias brotarem, o coração falar e as lágrimas escorrerem

Prefiro imaginar a vida perfeita, o homem perfeito, a relação perfeita
Mesmo sabendo que nada disso existe
Prefito dançar com as sombras e com a luz e abraçá-las plenamente
Sabendo que elas são eu, estão em mim, me fazem existir

É tão bom sonhar...e relaxar
Vibrar, derreter-me, libertar-me
E caminhar pelo meu mundo, aquele que só eu conheço
Aquele que é só meu e de mais ninguém
Aquele que me faz sentir mais viva do que nunca,
Atemporal, magistral, espiritual

Meu mundo interno
Meu mundo dos sonhos

Meu mundo de amor

Por Anna Leão
(favor mencionar a autoria ao reproduzir esse texto)

sexta-feira, 21 de junho de 2013

Solstício de Inverno


De METAMORFOSE


A morte nutre a vida
A escuridão termina
A luz se aproxima
E a dor é compreendida

Do luto, a esperança
A vida como promessa
Sentindo no coração
A chama que aquece

A roda da vida continua a girar
Trazendo a alegria que libertará
Do musgo, a flor
Do medo, o amor

Tudo em seu tempo
A natureza se recicla
Trazendo mais uma vez
A criança renascida

É tempo de amar
É tempo de aceitar
O sol brilhará
A vida vencerá!

Anna Leão. Todos os direitos reservados.

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Salve, Santa Sara!!!

De METAMORFOSE


Dia 24 e 25 de maio comemora-se o dia de Santa Sara, a padroeira do povo cigano. 

Aqui faço minha homenagem deixando uma oração a ela (copiada de uma antiga revista) e um trecho do livro de Mirella Faur, O Anuário da Grande Mãe: 

" Segundo os estudiosos, a trindade feminina precedeu a trindade masculina, tendo sido encontrada na maior parte das religiões e tradições. A tríade milenar Donzela-Mãe-Anciã foi a origem da representação cristã das Três Marias: a Virgem Maria, Maria Madalena e Maria Cleopas.

O festival francês "Três Marias" é a única celebração da Deusa ainda mantida viva, principalmente pelos ciganos que vêm de toda a parte da Europa para venerar a tríplice deusa da vida, da beleza e da morte. Procissões de barcos, casamentos, feiras, danças, competições e adivinhações dão um colorido exótico e fascinante aos três dias e três noites das festas de Santa Sara, em Saintes Maries dela Mer.

Cristianizada como Santa Sara, a deusa negra é na verdade Sara Kali ou Bibi, assemelhada à deusa hindu Kali em seu aspecto de destruidora. Os ciganos a reverenciavam como a Senhora do Céu e da Terra, protetora de suas tribos, sincretizada, posteriormente, à Virgem Negra, cujas estátuas ainda existem em inúmeras catedrais europeias."
(O Anuário da Grande Mãe, Mirella Faur)



De METAMORFOSE


PRECE À SANTA SARA

"Santa Sara, pelas forças das águas, Santa, com seus mistérios, possa estar sempre ao meu lado pela força da natureza.
Nós, filhos dos ventos, das estelas e da Lua Cheia, pedimos à Senhora que esteja sempre ao nosso lado
Pela figa, pela estrela de cinco pontas, pelos cristais que hão de brilhar sempre em nossas vidas. 
E que os inimigos nunca nos enxerguem, como a noite escura, sem estrelas e sem luar.
A Tsara é o descanso do dia-a-dia, a Tsara é a nossa tenda.
Santa Sara, me abençoe; Santa Sara me acompanhe. 
Santa Sara, ilumine minha Tsara, para que a todos que batam a minha porta eu tenha uma palvra de amor e de carinho. 
Santa Sara que eu nunca seja uma pessoa orgulhosa, que eu seja sempre a mesma pessoa humilde."