Pular para o conteúdo principal

Samhain - O Ano Novo Celta




Samhain é um festival celta comemorado no Hemisfério Sul na noite de 30 de abril para 1° de maio e no Hemisfério Norte em 31 de outubro. " No Dia das Bruxas?"

     Sim! Ele é o ritual que deu origem ao Dia das Bruxas! Ele é comemorado no meio do Outono, representa a Terceira Colheita. E marca o Ano-Novo Celta. Foi cristianizado como o dia de Todos os Santos e Finados, porque honramos nossos Ancestrais neste dia em que o véu que separa os mundos torna-se mais tênue. O acesso ao Outro Mundo está mais fácil.



     Mais uma vez a Igreja se valeu dos ritos pagãos, porém como ela não segue a Natureza e seus ciclos, instituiu suas celebrações e datas religiosas independente das energias cósmicas e telúricas presentes em cada festival pagão de acordo com as estações do ano. Portanto, as celebrações cristãs ficam nas mesmas datas tanto no Hemisfério Sul quanto no Norte. Mas o caminho espiritual que tem como base a Natureza não pode ficar alheio às suas energias e precisa celebrar em concordância com elas,embora  ainda haja uma polêmica por parte de alguns pagãos sobre “inverter” a Roda do Ano. Mas se formos observar os rituais indígenas, veremos que suas comemorações são sempre em função dos ciclos da Natureza que estão vivendo. E quer povo mais próximo à Natureza do que os índios? Porém, os que gostam de seguir a roda em sintonia com o HN têm seus motivos e devem ser respeitados. O mais importante é ritualizarmos de acordo com o que nos identificamos, com o que ressoa dentro de nós com verdade. Por isso deixemos as polêmicas de lado e respeitemos as decisões de cada um.



     Bom, voltando à Samhain, embora possa parecer  que seja um festival triste ou de invocação de espíritos, não é nada disto, muito pelo contrário. É um ritual de celebração de nossos ancestrais e de alegria porque depois do fim, vem o recomeço, depois da morte vem o renascimento, e a roda continua a girar, marcando o começo de mais um ano.



    Por que nesta data se comemora o fim e o recomeço de um novo ciclo? Porque esta é a época em que a Deusa, como Anciã, mergulha na escuridão. A Deusa vai ao mundo das sombras a procura de seu amado, o Deus que se sacrificou para que a vida continuasse a existir. Eles se encontram e se amam concebendo a Criança da Promesa que renascerá no próximo Solstício de Inverno, que no Hemisfério Norte cai no Natal, correspondendo assim, Jesus, à Criança da Promessa da Antiga Religião.
    


Vários Deuses são identificados com esta época do ano, entre eles, Ísis e Osíris, Morrigan e Dagda, Peséfone e Deméter, Inanna, Hécate, Cailleach, Baba Yaga. Na Tradição da Deusa a maioria celebra a Deusa celta Cerridwen, a detentora do Caldeirão Sagrado da transmutação e da sabedoria. No Druidismo e Reconstrucionismo Celta este ritual é dedicado à Morrighan, Dagda e Manannán Mac Lir.
    

Mesmo que você não siga nenhum destes caminhos, você pode aproveitar a noite de Samhain para fazer preces para os seus ancestrais, queimar um papel com tudo que não quer mais em sua vida, abrindo-se para o novo; queimar folhas de louro com outro papel contendo seus desejos, lembrando-se sempre de não prejudicar ninguém, nem interferir no livre-arbítrio de outrem. Samhain também é o período de abraçar a sombra, isto é, mergulhar no autoconhecimento e transformar o que precisa ser transformado!

Anna Leão

Comentários

Ulisses disse…
Adoro esses temas de misticismo e deuses antigos misturados com a nossa história. Agora vou pesquisar cada um desses deuses. A história de Perséfone eu já conhecia, mas os outros não. - Ótimo texto, parabéns.
Metmorfose disse…
Possuo um blog cujo o nome é o mesmo, porém com outro formato... Ja esta passando de 38 mil visitantes...

Gostaria que você visitasse:

http://diferentemetamorfose.blogspot.com

Postagens mais visitadas deste blog

BRUXAS E FADAS - QUEM É QUEM?

Minha filha mais nova chegou para mim dizendo que a amiga não acreditava em bruxa boa, que bruxa boa era fada. Ledo engano.
Está certo que a menina fala inspirada nos contos de fadas e tudo o que há por aí sobre o assunto a nível de fantasia. Mas me pergunto, e Harry Potter?
Isto mostra como as crenças (olha elas aí de novo!) são muito fortes e difíceis de serem mudadas de uma hora para a outra. Criamos imagens de certas coisas que ficam enraizadas em nossa psique e na psique coletiva, mesmo que erradas.
Para começar, bruxas e fadas existem. Só que a maioria das pessoas tem uma imagem completamente equivocada de ambas. Existe muito preconceito, má informação e deturpações.
Vamos por parte. Começo pelas fadas. Elas são seres elementais. O que é isto?
Bem, existem quatro elementos básicos da criação, a saber: Terra, Ar, Fogo, Água. Os elementais são seres habitantes destes elementos. Seus nomes, atribuições, características e funções são de acordo com o elemento a que pertencem.
Os reinos ele…

Perséfone - Deusa da Primavera e Rainha do Submundo

De Metamorfose

A princípio pode parecer estranho que a Deusa Perséfone tenha como atributos a Primavera e o Submundo, mas não podemos esquecer que da morte advem a vida e o mito desta Deusa explica isto muito bem.

Filha de Zeus e Deméter, esta jovem Deusa grega, enquanto colhia flores, é raptada por Hades, o Deus do Mundo Subterrâneo.

Jacinto foi a flor que seduziu Perséfone atraindo-a ao local onde a terra se abriu, surgindo Hades em sua carruagem dourada, puxada por cavalos imortais.

Contra a sua vontade Perséfone foi levada ao Submundo. Seus gritos não foram ouvidos por nenhum Deus ou mortal, exceto pela Deusa Hécate que os ouviu de sua caverna.

Deméter, Deusa da colheita, da fertilidade e dos grãos, ao perceber o sumisso de sua filha sai a sua procura. Muito triste e lamentosa, sua luz e alegria vão se extinguindo dando lugar a sua ira, o que provoca a seca e o frio na Terra.

Finalmente ao saber por Hécate o paradeiro de Perséfone, Deméter vai até Zeus pedindo que ele interceda junto a …

O CHAKRA ESPLÊNICO - O SEGUNDO CHAKRA

De Metamorfose

Continuando a falar sobre os chakras...

Chakra Esplênico é o nome do segundo chakra que se localiza no baixo ventre, quatro dedos abaixo do umbigo.

Seu nome em sânscrito é Svadhistana, que significa segundo alguns autores "morada do Sol", segundo outros,"morada própria". Ele também recebe os nomes de Chakra do Hara, Chakra Sagrado e Chacra do Sacro.

A função básica do segundo chakra é filtrar e distribuir a energia vital. Ele também é responsável pela sexualidade - tanto por sua energia, quanto pelo prazer que ela proporciona – pela criatividade, pela reprodução e pelos relacionamentos, quaqlquer tipo, inclusive o relacionamento com o mundo físico.

O chakra esplênico é o chakra das emoções. Diane Stein em seu livro As Sacerdotisas, coloca este chakra relacionado ao corpo emocional e à projeção astral, conhecida também como viagem astral. Isto fica fácil de entender pois é este chakra que liga o corpo físico à alma.

É o chakra do movimento, da expanção. Reg…